Nós utilizamos cookies para melhorar sua experiência, confirme para continuar.

Blog da Noruega

Fique por dentro das novidades e descubra tudo sobre o mercado imobiliário.

<< Voltar para Início << Blog << Mercado imobiliário: Imóveis após a pandemia

Mercado imobiliário: Imóveis após a pandemia

Publicado em 17/02/2021

O isolamento social causado pela pandemia forçou milhões de pessoas a trabalharem em home office. Crianças e estudantes também tiveram que se readaptar com aulas online e estudarem em casa, já que ir até as instituições era totalmente inviável.

Neste cenário, famílias inteiras ficaram juntas no mesmo espaço em um longo período de tempo, o que os fez reavaliar suas necessidades de moradia, alterando as buscas no mercado imobiliário.

Morar em um lugar menor, mais funcional, para o dia a  dia é ótimo. Para uma pessoa com sua rotina diária, com oito horas trabalhadas, fora de casa. Já para alguém que passa todo o tempo em sua residência, não sendo apenas o local de descanso e moradia, mas também o lugar de trabalho e de lazer, torna o pequeno espaço que antes era perfeito, insuficiente.

Nos primeiros meses de quarentena, as pessoas buscaram reformar seus espaços para que ficasse mais confortável e funcional. Após um tempo, a pesquisar por imóveis maiores.
A busca por imóveis de 1 ou 2 quartos, caiu gradativamente, na mesma proporção que a procura por lugares com 3 ou 4 quartos aumentou. Propriedades mais antigas, com um espaço mais amplo, voltaram a ser buscadas no mercado. 
Após muitas empresas adotarem o home office permanentemente, as pessoas poderiam comprar imóveis longe dos grandes centros, bem como com mais espaço e conforto.
Assim tanto o mercado de aluguéis, como o de venda, sofreram os impactos da pandemia. Pois com a crise, os preços dos imóveis ficaram estagnados, e com baixas taxas de juros para o financiamento, deixaram as pessoas mais propensas a compra. 
Após essa mudança, até construtoras e incorporadoras estão repensando seus projetos, para atender essa crescente demanda, que está virando tendência. 

E você, durante esta pandemia, adotou a ideia de morar em um lugar maior ou se adaptou com seu espaço? Conte para nós!

Categorias:
Economia

Deixe um comentário: